Desenvolvendo personagens: heróis ou vilões.

No blog Complications Ensue: The Crafty TV and Screenwriting Blog, Alex Epstein, um roteirista profissional, compartilha uma dica que ele aprendeu com um outro outro escritor. Simples, mas muito interessante:

“Describe a character, hero or villain, as his best friend would describe him while setting up a blind date. Then do it from the point of view of the co-worker who hates his guts and is unloading to his wife after work, or finally has a chance to sink him with a job recommendation.” 

Descreva um personagem, herói ou vilão, da forma como o melhor amigo dele o descreveria se estivesse arranjando para ele um “encontro às escuras”. Depois faça isso do ponto-de-vista de um colega de trabalho que o detesta e está desabafando com a esposa depois do expediente, ou finalmente tem a chance de acabar com ele com uma recomendação de trabalho.

Não sei se a minha tradução de “sink him” está correta, mas dá pra ter uma idéia.

A inspiração surgiu da tradicional avaliação de performance a que muitos de nós já fomos submetidos (ou submetemos alguém!) – em especial a modalidade 360 graus onde você (no caso o personagem) é avaliado pelo seu chefe, seus colegas e seus clientes – e tem a chance de avaliá-los também.

É bom ver o “dark side” dos nossos heróis e os aspectos positivos dos nossos vilões!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: